Depressão Pós-Parto: Causas, Sintomas e Tratamento

Depressão na pós-gravidez

Durante a gravidez é comum que a mulher tenha variações de humor, juntamente com irritação, ansiedade e tendência a chorar por qualquer motivo. Isso acontece pois os hormônios sofrem alterações importantes nessa fase. O problema é quando essas sensações não desaparecem após o parto, podem acabar prejudicando a qualidade de vida da mãe e do bebê.

Depressão pós-parto: Causas

depressao-pos-parto-causasA maioria das mulheres fica mais sensível após a chegada do bebê, a acentuada queda dos hormônios sexuais realça sentimentos confusos e tristes, que normalmente não são esperados pela mãe, e as razões podem ser as mais diversas. Muita das vezes a depressão pós-parto pode ter uma origem pré-parto, naquele momento onde a mulher começa a se sentir menos bonita, com sobrepeso ou não tão desejado pelo marido.

Depressão pós-parto: Sintomas

É importante tomar conhecimento dos sintomas o quanto antes, pois outras situações podem tornar o período mais difícil de ser enfrentado. Muita das vezes o casamento ou o momento da pessoa pode não ser bom, além de outras preocupações, como falta de dinheiro, problemas no trabalho, e principalmente problemas afetivos. Alguns maridos não se aproximam tanto de suas esposas, quando elas estão grávidas, e isso acaba gerando uma carência muito grande na mulher.

O quadro depressivo geralmente é passageiro, podendo ser considerado até mesmo uma reação esperada pela fase, e geralmente mostra sinais na primeira semana depois do nascimento do bebê.

Quando o problema passa do controle pode ocasionar graves conseqüências. Se você tem pensado em causar danos a si própria ou ao bebê, é necessário buscar ajuda médica imediatamente. As reações podem ser as mais inesperadas, mas normalmente se traduzem em choro, pois por vezes existe um peso da mulher em ter a criança e a obrigação de cuidar dela.

Depressão pós-parto: Tratamento

depressao-pos-parto-tratamentoA família pode ajudar, sendo mais compreensiva com a mãe, entendendo que a alteração hormonal irá passar, e que a falta de liberdade, privação de sono, e sensação de falta de afeto por parte da mãe mexem muito com o seu emocional.

Se não tratada, a depressão pós-parto pode durar meses ou anos, podendo representar um grande risco para a mãe e para o bebê. A terapia costuma ser indicada para tratar a depressão pós-parto, e nas situações mais graves medicamentos anti-depressivos podem ser indicados por um psiquiatra.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

error: Conteúdo protegido!