9 Alimentos Termogênicos para Queimar Gorduras

Alimentos termogênicos: para que servem?

Todo processo de alimentação envolve gasto calórico, por exemplo, ao fazer a digestão de um alimento, o organismo já está trabalhando para queimar calorias, ou seja, a termogênese começa a ocorrer naturalmente.

O alimento termogênico produz o mesmo efeito independentemente da prática de atividades físicas. Evidentemente, os praticantes de exercícios têm um gasto calórico maior. Porém, se o alimento termogênico for consumido no decorrer do dia, ele também terá esse efeito. O cuidado com a ingestão deve ocorrer antes de dormir, já que o termogênico acelera os batimentos cardíacos, provoca insônia e instabilidade. Portanto, o ideal é consumi-los de manhã ou à tarde.

Contudo, cabe ressaltar que, se o indivíduo não tiver uma alimentação regrada e não praticar atividades físicas, não é o simples consumo de quaisquer desses alimentos que resolverão o problema, pois os termogênicos são coadjuvantes na perda de peso.

Finalmente, as pessoas precisam prestar atenção quanto à procedência de todas as especiarias, pois existem temperos que contém, por exemplo, pedaços de plantas e insetos.

Leia também: http://kimera.net.br/dieta-para-perder-barriga/

Alimentos termogênicos e gestantes

As mulheres gestantes precisam ter muita cautela quanto ao consumo de alimentos termogênicos, principalmente a respeito da canela, que tem a ingestão ligada a alguns relatos de aborto. Logo, as mulheres grávidas devem evitar os termogênicos de uma forma geral, como a cafeína. O problema não reside na presença mínima de tempero em determinados pratos, mas sim no abuso do consumo. Como existem casos envolvendo abortos, a melhor decisão é evitar a ingestão desses alimentos quando da gravidez.

Até mesmo o chá verde não é indicado para ser consumido nesse período, pois ele é rico em cafeína, que é um estimulante muito poderoso. Com isso, tanto a mãe quanto o bebê podem ficar agitados, o que não é o ideal. A gravidez deve ser uma fase tranquila e na qual a gestante deve manter sua frequência cardíaca normalizada. Entretanto, fora do período de gestação, o chá verde se torna extremamente benéfico no que tange à queima de gorduras.

9 alimentos termogênicos

Pimenta

Um exemplo de alimento termogênico é a pimenta, primeiramente, ela aumenta a temperatura corporal, e então ocorre a quebra das moléculas de gordura. Outro ponto importante quanto à pimenta consiste na liberação de neurotransmissores que são responsáveis pela sensação de saciedade. Com menos saciedade, o indivíduo tende a reduzir sua fome, induzindo-o a comer menos, e consequentemente, favorece-se o emagrecendo. A capsaicina é a substância responsável pelo ardor característico da pimenta e também pela ação termogênica.

pimenta

Açafrão

Outro alimento termogênico é o açafrão, parte integrante do curry, que consiste em um conjunto de ingredientes, como gengibre, o próprio açafrão, e pimenta. O açafrão ajuda o fígado a metabolizar gorduras, evitando que o órgão a armazene. Quando o fígado retém gordura pode surgir a esteatose hepática. Assim o açafrão ajuda nesse perfil lipídico. Com relação à dosagem ideal de açafrão, basta uma colher de chá por dia para usufruir dos seus benefícios, que são obtidos mediante consumo diário.

acafrao

Cominho

O cominho é outro elemento interessante devido ao poder anti-inflamatório e sua ação termogênica. Na maioria dos casos, a obesidade e a gordura em excesso podem causar doenças inflamatórias. Assim, o cominho é importante porque combate essas inflamações.


cominho

Pimenta calabresa

Como a pimenta calabresa contém capsaicina, ela também exerce uma ação termogênica. Assim, como dito anteriormente, essa substância ajuda a ampliar a sensação de saciedade e, simultaneamente, eleva a temperatura corporal.

pimenta-calabresa

Canela

A canela ajuda a regular a ação da insulina, deixando o nível do hormônio em equilíbrio. Quando o indivíduo sofre um pico de insulina, a concentração de açúcar cai, o que provoca fome e compulsão por doce. Desse modo, a canela ajuda a manter os níveis de açúcar no sangue balanceados. Os alimentos que apresentam alto índice glicêmico podem ser consumidos com canela justamente para desacelerar a glicemia liberada. Comer uma banana com canela, por exemplo, é uma refeição interessante para ser realizada antes do treino, pois o índice de glicemia será mantido em equilíbrio.

canela

Gengibre

O gengibre também é uma ótima opção, pois é antioxidante, uma característica muito importante no processo de emagrecimento. Termogênico, o gengibre também aumenta a temperatura corporal e eleva o gasto calórico em torno de 10%. Vale lembrar que muitas pessoas não conseguem consumir gengibre porque ele é muito forte e arde. Na verdade, o gengibre também pode ser consumido em cápsulas, uma vez que o efeito será o mesmo. Para isso, basta solicitar a manipulação numa farmácia. Neste caso, é possível fazer uma suplementação com gengibre, o indivíduo poderá consumir 1 comprimido de gengibre por dia, por exemplo.

gengibre

Chá verde

É preciso salientar que o chá industrializado comercializado em sachês não detém as mesmas propriedades da versão natural da bebida. Logo, a melhor opção sempre é priorizar o uso in natura de qualquer alimento, ou seja, daquele que acabou de ser colhido. Afinal, isso proporciona uma maior preservação das propriedades. O chá em sachê já foi torrado, oxidado, e passou por vários outros processos que provocam diversas reações sobre esses alimentos.

cha-verde

Mostarda

A mostarda é mais uma alternativa, a sua versão industrializada é mais saborosa, e por conta disso, quem consome o grão não percebe a mesma intensidade do aroma da mostarda em si. Entretanto, a mostarda em grãos preserva o ômega-3 e o selênio, que possuem propriedades anti-inflamatórias. Logo, essas substâncias combatem doenças inflamatórias, como a obesidade. Já a mostarda Dijon acaba se destacando das demais versões industrializadas, pois contém alguns grãos da mostarda, sendo que as outras são repletas apenas de sal e açúcar.

sementes-mostarda

Vinagre de maça

Por fim, tem-se o vinagre de maçã, que tem uma das características da canela, que consiste na estabilização dos níveis de insulina. Alguns estudos comprovaram que é interessante consumir esse vinagre antes das refeições visando normalizar o índice de insulina no organismo. No entanto, é necessário tomar um pouco de cuidado com relação ao vinagre, pois se trata de um alimento que contém muito sódio. Mesmo assim, o benefício do vinagre é válido, pois o pico de insulina interfere na lipólise, que é o processo no qual ocorre a quebra de gorduras. Este é mais um motivo para manter o índice glicêmico normalizado.

vinagre-de-maca

Créditos: Kimera Thermo

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

error: Conteúdo protegido!